O que você procura?

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Prefeitura recebe 300 escudos faciais do CISSUL-SAMU : 01/06/2020 17:20

A Prefeitura Municipal de Varginha recebeu nesta manhã de segunda-feira, dia 1º, 300 máscaras do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Macro Região do Sul de Minas – CISSUL/SAMU.

A entrega foi feita pelo secretário executivo, Jovane Ernesto Constantini que explicou que Varginha recebe esses escudos em primeira mão por ser sede do CISSUL-SAMU e por prestar relevantes serviços na área da saúde para a região.

As máscaras, que são do modelo escudos faciais, foram doadas ao CISSUL-SAMU pelo Projeto “Empresas do Bem”, criado pelas empresas METAGAL, TERMOCOLOR, ACTIVAS e ASTRA, e que envolve outras 35 empresas para a confecção e distribuição de escudos faciais, Equipamento de Proteção Individual – EPI, usado no enfrentamento à COVID-19.

O prefeito Vérdi Melo agradeceu a doação “que será muito importante e bem-vinda nesse momento em que o município soma esforços para enfrentar o coronavírus. O material será destinado à Secretaria Municipal de Saúde, que por meio do Comitê de enfrentamento fará a distribuição para os profissionais da linha de frente nessa pandemia”.

Compartilhar no Facebook

Guarda Municipal faz alerta quanto às queimadas : 29/05/2020 19:02

Com o início do período de estiagem, cresce a incidência de focos das queimadas, principalmente as realizadas de forma irregular. Só nos últimos dois meses foram cerca de 50 registros em Varginha.

A Guarda Civil Municipal de Varginha orienta, principalmente os proprietários de terrenos baldios, a adotar práticas que ajudem a evitar a incidência das queimadas como a limpeza completa da área, a retirada de entulhos e lixos e, se possível, a colocação de cercas ou construção de muros.

O Grupamento de Meio Ambiente da GCMV intensificou os atendimentos das denúncias feitas pela própria população. Vale informar que para essas ocorrências existem notificações e multas.

A prática de colocar fogo em terrenos baldios, pastos, matas ou em outros lugares configura crime (artigo 250 do Código Penal e artigo 41 da Lei 9605/98) com penas que variam de 2 a 6 anos de prisão, além do pagamento de multa.

A GCMV explica que, de acordo com a Lei Municipal 4.876/2008, caso o autor da queimada não seja flagrado no ato ou identificado por terceiros, o proprietário do terreno atingido será responsabilizado.

Ainda conforme esta lei, que dispõe sobre a limpeza de faixa de domínio e de terrenos urbanos baldios, “todos os proprietários ou possuidores, a qualquer título, de faixa de domínio e terrenos urbanos baldios são obrigados a mantê-los, permanentemente, roçados e limpos de entulhos, com vistas à preservação da saúde pública”.

Vale ressaltar que a limpeza dos lotes contribui não só para evitar as queimadas irregulares como também o aparecimento e a proliferação de animais peçonhentos e insetos e os focos do Aedes Aegypti, mosquito responsável pela transmissão da dengue, do zika vírus, da febre amarela e da chikungunya.

A Guarda Civil Municipal de Varginha recebe denúncias pelos telefones 153 e 3690-2714.

A participação da população é muito importante no combate às queimadas, descarte de lixo e entulhos de forma irregular e outros crimes ambientais. Conte com Guarda Civil Municipal de Varginha.

Compartilhar no Facebook

Grupo Unis e Cefet-MG desenvolvem projeto para uso de Tecnologias da Informação e Comunicação no combate à Covid-19 : 29/05/2020 18:58

O Grupo Unis está desenvolvendo um projeto de pesquisa, em parceria com o Cefet, voltado para o uso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) no combate à Covid-19 em municípios do Sul de Minas Gerais.

A ideia do projeto surgiu com base na observação de estratégias multidisciplinares de combate à pandemia do Covid-19 que vêm sendo utilizadas a nível mundial que, em sua essência, são fundamentadas por TICs. Nesse cenário, as tecnologias podem ser aliadas capazes de viabilizar a captura de dados em tempo real ou auxiliar no diagnóstico de possíveis infectados pelo novo coronavírus.

As TICs podem auxiliar na detecção precoce de sintomas do Covid-19 por meio de câmeras térmicas ou de sensores inteligentes, podem auxiliar nas análises dos dados coletados por meio de sensores espalhados nas cidades ou com origem na movimentação das pessoas via operadoras de celular e, ainda, podem permitir o monitoramento remoto de aglomeração de pessoas. Drones podem ser utilizados para a vigilância da população em momentos de isolamento social ou para a emissão de alertas à comunidade. Aplicativos de smartphones podem ser um meio único e confiável para a comunicação entre as autoridades de saúde e a população.

Inicialmente o projeto irá apresentar as principais TICs que podem ser utilizadas por municípios com realidades semelhantes às da microrregião de Varginha no combate à pandemia do Covid-19. Os beneficiados serão os tomadores de decisão dos municípios envolvidos pelo projeto: prefeitos, vereadores, secretários municipais e representantes de Associações Comerciais.

O trabalho será realizado em cinco etapas:

- Identificar, a nível mundial, estratégias de combate ao coronavírus que possuem como base recursos de TICs, e estudos científicos que envolvem as tecnologias no combate à pandemia;
- Identificar os custos envolvidos e recursos necessários para que as estratégias sejam viabilizadas;
- Identificar a realidade dos municípios da microrregião de Varginha quanto ao uso de TICs, e desenvolver um estudo científico que represente o uso das tecnologias no combate à pandemia;
- Desenvolver um dossiê que possa orientar a utilização de TICs nos municípios da microrregião de Varginha no combate à pandemia, e um artigo para submissão a um periódico científico que aborde as temáticas Desenvolvimento Regional e Covid-19;
- Propor um modelo de adoção de TICs que auxilie no combate a pandemias.

O projeto está sendo desenvolvido por uma equipe composta por pesquisadores, professores e alunos do Grupo Unis e do Cefet-MG, são eles: Rodrigo Franklin Frogeri, Bruno Henrique da Cruz, Eduardo Gomes Carvalho, Fabrício Pelloso Piurcosky, Lázaro Eduardo da Silva, Liz Áurea Prado, Gabriella Carvalho dos Santos, Lizandra Chagas Caldonazo e Cecília Rocha Cruz.

Compartilhar no Facebook

Varginha fecha 1.444 vagas de emprego após início da pandemia; região acompanha ritmo : 28/05/2020 17:23

O mercado de trabalho brasileiro fechou 860.503 empregos com carteira assinada em abril de 2020, de acordo com dados consolidados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quarta-feira (27) pelo Ministério da Economia. O saldo foi de 598.596 admissões e 1.459.099 demissões ao longo do último mês.

Em abril do ano passado, o Caged teve saldo positivo de 129.601 postos de trabalho com carteira assinada, resultado de 1.374.628 admissões e 1.245.071 demissões. Com isso, os números mostram que houve um aumento de 17,2% nas demissões na comparação anual, enquanto as admissões recuaram 56,5%.

Em valores nominais, São Paulo teve o pior desempenho, com o fechamento de 260.902 vagas. Em seguida aparece Minas Gerais (-88.298), Rio de Janeiro (-83.626) e Rio Grande do Sul (-74.686).

De janeiro a abril de 2020, houve 4.999.981 admissões e 5.763.213 demissões no país, resultando num acumulado de 763.232 postos de trabalho fechados nos quatro primeiros meses do ano.

A pandemia já contribuiu para o fechamento de 8.715 postos de trabalho nas dez maiores cidades do Sul de Minas, em 2020. Monte Belo (+506), Extrema (+419) e Guapé (+149), entretanto, são destaques na geração de empregos. Poços de Caldas foi a mais prejudicada, fechando 3.121 vagas, 2.966 pós início da pandemia. Na vice-liderança aparece Varginha, que fechou 1.430 postos em 2020 (24 empregos gerados antes da pandemia e 1.444 fechados pós início da pandemia).

Pouso Alegre aparece em terceiro, com 926 vagas fechadas (244 abertas antes da pandemia e 1.170 fechadas pós início da pandemia).
Em seguida aparecem Lavras (-568), São Lourenço (-564), Itajubá (-494), São Sebastião do Paraíso (-471), Três Pontas (-467), Três Corações (-346) e Passos, quarta maior da região (-328).

Segundo o Ministério da Economia, desde 1º de abril, data da edição da Medida Provisória 936/2020, que criou o Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda, foram preservados mais de 8,1 milhões de empregos no país. Além disso, foi informado que os dados do Caged agora passam a ser agrupados na mesma divisão feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE): Comércio, Serviços, Indústria Geral, Construção Civil e Agricultura.

No intervalo de janeiro a abril de 2020, Agricultura teve saldo positivo de 10.032, resultado de 275.464 contratações e 265.432 demissões. O resultado da Construção Civil ficou negativo em -21.837. Comércio teve -342.748, Serviços -280.716 e Indústria -127.886.

Compartilhar no Facebook

Vigilância Ambiental realiza desinfecção em mais bairros de Varginha : 26/05/2020 19:14

Na noite dessa segunda-feira (25), equipes da Vigilância Ambiental com apoio de agentes da Copasa, realizaram intensa desinfecção em ruas e praças dos bairros Pinheiros e São Geraldo. O pátio do supermercado ABC também passou por desinfecção.

Nessa terça-feira (26), a vigilância ambiental prossegue com a limpeza em um imóvel no bairro Três Bicas e em outro no bairro Jardim Orlândia.

A iniciativa faz parte das ações da prefeitura no enfrentamento enfrentamento à Covid 19.

Compartilhar no Facebook

Prefeitura disponibiliza testes rápidos de Covid-19 para população sintomática : 26/05/2020 19:11

A Prefeitura de Varginha, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que a ampliação da testagem rápida já contempla mais um grupo prioritário sintomático, trata-se da população economicamente ativa sintomática para o coronavírus

Tudo conforme o protocolo de manejo clínico do coronavírus na atenção primária na saúde.

Os testes serão disponibilizados na Unidade de Pronto Atendimento; Hospital Bom Pastor e Policlínica Central. Os testes rápidos serão direcionados a pacientes sintomáticos atendidos nesses locais, a partir do oitavo dia de sintomatologia.

Encontram-se nesses grupos prioritários:
Profissionais de saúde e segurança pública em atividade;
Pessoa que resida no mesmo domicílio de profissionais de saúde segurança pública em atividade;
Pessoa com idade igual ou superior a 60 anos;
Portadores de condições de risco e complicações para o coronavírus;
População economicamente ativa.

Compartilhar no Facebook

Autotrans não cumpre decreto e Prefeitura de Varginha tenta justificar : 25/05/2020 17:01

Mesmo antes da pandemia do coronavírus, a Autotrans, empresa concessionária de transporte público de Varginha, já era alvo de muitas reclamações dos usuários. Entre as reclamações estavam a superlotação nos horários de pico, atrasos, a higienização dos ônibus e até mesmo a falta de “educação” de alguns motoristas.

Com a redução da frota de ônibus em circulação por conta da pandemia, as reclamações aumentaram. O decreto Municipal de 9.777 de 16 de abril de 2020 que autorizou a reabertura do comércio de Varginha, também determinou que a empresa voltasse a operar com sua capacidade máxima.

“O transporte coletivo municipal deverá operar com sua capacidade máxima de frota, ficando proibida a circulação de usuários em pé [...],” segundo redação do Artigo 10 do decreto 9.777/2020.

Na prática, o decreto não vem sendo cumprido pela empresa. É recorrente a reclamação dos usuários do serviço. Além de frequentes flagrantes de passageiros em pé, a população vive com os constantes atrasos nos horários dos ônibus.

Por meio de nota divulgada neste sábado (23), a Prefeitura de Varginha tentou justificar os péssimos serviços oferecidos pela Autotrans.

Redução da frota de ônibus - De acordo com a nota, com a redução do número de passageiros causado pela pandemia e pela concorrência com os aplicativos de transporte, a empresa determinou a redução da frota pela metade, hoje circulando com apenas 30 ônibus.

Passageiros em pé – A nota diz ainda que a empresa prioriza os horários de pico para não haver aglomeração. E afirma que os ônibus não podem circular com passageiros em pé.

Pela reclamação dos usuários, a proibição de circular com passageiros em pé e a afirmação de prioridade nos horários de pico não estão acontecendo na prática.

O Varginha Online vai disponibilizar um número de Whatsapp para a população denunciar os abusos cometidos pela a Autotrans. Quem presenciar ônibus com passageiros em pé, ônibus com falta de higienização, podem enviar os registros para o Whatsapp (35) 98867-2318.

Confira a nota da prefeitura na íntegra.

ESCLARECIMENTO TRANSPORTE COLETIVO EM VARGINHA

A Prefeitura de Varginha, por meio da Divisão do Transporte Municipal e Planejamento, esclarece que devido à Covid-19 o transporte coletivo urbano teve que passar por adequações. Antes eram transportados 30.000 usuários por dia, entre gratuidade, estudantes, deficientes e demais usuários em uma frota de 60 ônibus. Com a pandemia o número de carros, por determinação da empresa, foi reduzido pela metade para transportar atualmente 9.000 passageiros. Ou seja, a frota foi reduzida à metade para um público que diminuiu cerca de 70%.

Além disso, de acordo com um planejamento, estão sendo priorizados os horários de pico quando circulam mais veículos para não haver aglomeração. Os veículos não podem circular com passageiros em pé (para não ter aglomeração) e sem a máscara (sendo que em todos os veículos tem adesivos informando sobre a obrigatoriedade das máscara de proteção individual). Portanto, se em um ônibus não tiver mais poltrona vazia e se ao passar por um ponto tiver um passageiro, o veículo não vai parar, ou seja, a pessoa vai continuar aguardando outro ônibus que tenha assento.

Além da queda brusca do número de usuários, a empresa ainda enfrenta a oferta do transporte por aplicativos, cujos motoristas tem abordado a população nos pontos de ônibus.

A Prefeitura conta com o serviço de sete fiscais que trabalham na prestação de serviços dos motoristas e na qualidade dos ônibus, sendo que eles não tem o poder para abordar os motoristas de aplicativos.

A população conta com dois telefones para entrar em contato com a empresa 31 9 9876-1028 pode reclamar e o 0800 39-8846.

Compartilhar no Facebook

Motoristas de aplicativos se reúnem para ajudar família de Varginha em condições subumanas : 22/05/2020 18:51

Em tempos de pandemia e isolamento social, muitas pessoas não têm onde morar e muito menos o que comer. Esse é o caso de uma família de Varginha que trabalha com materiais recicláveis. Eles moram em um barraco construído com pedaços de madeira e coberto com lona plástica em um terreno do bairro São Sebastião.

Diante desta situação subumana, um grupo de 16 motoristas de aplicativos da cidade se reuniu para ajudar a família. Com a coordenação dos motoristas Bruno Cesar de Oliveira e Max William, eles arrecadaram um cesta de alimentos. A entrega aconteceu na manhã desta sexta-feira (22).

Parabéns ao grupo pela bela iniciativa. Que o exemplo deles sirva de motivação para outras pessoas.

Compartilhar no Facebook

Prefeitura inicia recapeamento asfáltico em ruas e avenidas da cidade : 20/05/2020 18:28

A Prefeitura de Varginha iniciou nesta semana o recapeamento asfáltico que vai contemplar ruas e avenidas da cidade. Ao todo serão mais de 78 mil metros quadrados de asfalto. Os recursos são fruto de convênio com a Caixa Econômica Federal com aporte do município.

As obras começaram pela Avenida Almirante Barroso, que é a principal via de acesso ao trevo sentido Três Pontas.

O trabalho está sendo realizado pela Pavican, empresa vencedora da licitação, com supervisão da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos – SOSUB – em parceria com o Departamento Municipal de Trânsito – Demutran.

De acordo com o secretário da SOSUB, Wilian Gregório, a cidade foi dividida em seis lotes. Além do recapeamento, outras melhorias como sinalização e obras de canalização serão realizadas. Até o final do ano as obras devem ser concluídas.

Além da Avenida Almirante Barroso, no primeiro lote estão as Avenidas Manoel Vida (Imaculada), Aristides Ribeiro (Jardim Ribeiro), Osvaldo Valadão (Centenário) e as Ruas Ismael Almeida (Jardim Petrópolis), Higino Luiz Ferreira (Centenário) e João Batista Bueno (Vila Bueno).

De acordo com a Assessoria de Comunicação, a iniciativa faz parte do planejamento da Administração Municipal, de revitalizar a malha viária que já está com prazo de validade vencido, não comportando o crescimento da cidade e o consequente aumento da frota de veículos.

“Nossa população merece essa benfeitoria e buscamos recursos para executar essa obra para Varginha que vai resultar na restauração de buracos, desnivelamento e demais imperfeições causadas pelo intenso tráfego intenso de veículos – muitos deles pesados”, explica o prefeito Vérdi Melo.

Compartilhar no Facebook

Equipamento e reagentes para exames são cedidos gratuitamente a laboratório de Varginha : 20/05/2020 17:03

A saúde de Varginha ganha mais um aliado na detecção e auxílio no tratamento de doenças como anemia, baixa de imunidade e infecções. Um equipamento de hematologia será instalado no laboratório que presta serviço ao Hospital Regional. O equipamento será cedido ao laboratório pelos próximos 2 meses, vindo ao encontro do período em que a saúde de todo o país tem enfrentado a pandemia do Coronavírus.

A Biotécnica, empresa localizada em Varginha e que é especializada em produção e comercialização de reagentes e equipamentos para o mercado de diagnóstico in vitro, é quem está cedendo o maquinário. Além dele, estão sendo entregues, também, reagentes suficientes para a realização de 2.000 hemogramas.

“Esta é uma das formas que encontramos de poder auxiliar o sistema público de saúde e todos seus usuários nesse momento tão delicado onde os gastos estão mais elevados que o programado, as receitas de arrecadação estão reduzidas e a economia sofre, assim como toda população”, ressalta o Diretor Marcelo Saraiva Rocha.

O equipamento será instalado de forma gratuita e liberará resultados de 22 parâmetros. “A demanda surgiu para auxiliar a realização dos exames de hemograma, que são muito importantes na tomada de decisão dos médicos”, explica Marcelo. O equipamento e os reagentes serão foram entregues e os operadores receberam treinamento pela equipe de assistência técnica e assessoria científica da Biotécnica.

Compartilhar no Facebook

Vereador pede informações sobres valores que Varginha recebeu para o combate ao coronavírus : 19/05/2020 19:14

"Desde a declaração de pandemia do coronavírus, quais os valores recebidos pela Prefeitura de Varginha para o combate da pandemia?" Esse foi o principal questionamento do vereador Delegado Celso Ávila, na sessão da última quarta-feira.

No requerimento encaminhado ao executivo, o vereador solicita ainda a relação dos valores detalhados, bem como se houve o recebimento de um valor estimado em 16 milhões de reais que foi anunciado pela união.

“É sabido que o Estado, a União e parlamentares têm anunciado, junto à mídia, a destinação de recursos financeiros para combater a pandemia do Covid-19. Os munícipes frequentemente questionam os parlamentares, quer seja pessoalmente e, agora, principalmente pelas redes sociais, sobre esses valores e as ações desenvolvidas pelo município”, explicou o parlamentar.

Delegado Celso reforçou que é fundamental obter todas essas informações detalhadas para informar à população e exercer o papel fiscalizatório do vereador, principal prerrogativa da função.

Compartilhar no Facebook

Prefeitura de Varginha lança Programa Saúde em Casa : 19/05/2020 19:11

Para minimizar a circulação de idosos e pessoas do grupo de risco do Covid-19 de irem até as Unidades de Saúde para a busca de medicamentos, à Prefeitura de Varginha vai disponibilizar o serviço: ‘Saúde em Casa’, que terá seu início na próxima segunda-feira (25).

Essa é uma iniciativa inédita da administração municipal, em parceria com a equipe da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo a farmacêutica Daniela Aparecida de Abreu, responsável pela coordenação do projeto, a ideia do Prefeito Vérdi foi abraçada imediatamente pela equipe da Semus.

"Setenta por cento das pessoas cadastradas no setor de medicamentos são da área de risco, e o prefeito foi brilhante ao nos pedir por este serviço que tem por finalidade zelar por nossos idosos e grupos de risco. Isso só vem reforçar o cuidado do prefeito com a nossa população."

O Saúde em Casa é um programa de atendimento exclusivo para as pacientes do grupo de risco: idosos, diabéticos e pessoas com hipertensão que já façam uso contínuo de medicamentos provenientes da farmácia básica do SUS.

O serviço funcionará de segunda a sexta, das 7:30 as 16:30 por meio dos seguintes telefones:
9 7601 0902;
9 7601 0903;
9 7601 0904;
9 7601 0905;
Todos os números que estarão acessíveis, preferencialmente, via whatsapp.

No momento da solicitação, a pessoa precisa ter em mãos a receita médica e cartão do SUS que deverão ser fotografados e enviados pelo aplicativo indicado. É importante também que o paciente informe o endereço exato onde a medicação será entregue, caso não seja possível, entrar em contato. A expectativa é que a medicação possa ser entregue dentro de um prazo mínimo de 24 horas (confirmar essa informação).

O projeto é pontual e a princípio estará disponível a população apenas durante este momento de pandemia. Segundo o prefeito Verdi “essa medida preventiva é muito importante, sobretudo para que o grupo de risco se mantenha em casa. Se todos contribuírem, brevemente conseguiremos vencer esta situação”.

Compartilhar no Facebook

Vereador questiona falta de atendimento nas unidades de saúde de Varginha : 14/05/2020 18:53

O vereador Carlos Costa usou a sessão ordinária da última quarta-feira (13) para solicitar do executivo informações sobre marcação de consultas nos postos de saúde durante a pandemia do Covid-19.

Segundo ele, a população não está conseguindo marcar consultas nos postos de saúde do município.

“Eles relataram que não conseguem agendar atendimento médico, controle de pressão, obtenção de receituário médico e nem consulta pediátrica. Eles procuram as UBSs e são informados que, devido à pandemia de Covid-19, não está havendo marcação de consultas e, então, ficam sem saber o que fazer”, explicou.

O vereador destacou que a pandemia que está ocorrendo é causada por um vírus, porém as outras doenças continuam existindo e matam muito mais do que o Covid-19. “Espero uma resposta da secretaria de saúde para que possamos orientar as pessoas sobre como elas devem agir para ter o atendimento que necessitam”.

Compartilhar no Facebook

Prefeitura e Copasa instalam pias em postos da cidade com grande movimentação : 14/05/2020 18:48

Pias estão sendo instaladas em diferentes pontos de Varginha, visando a higienização das mãos da população. O intuito é diminuir a expansão do coronavírus. A ideia da instalação veio após uma parceria firmada entre Prefeitura e Copasa.

A primeira pia está sendo instalada em uma praça perto da UPA, em frente ao portão de entrada da Unifal, onde foi montado Hospital de Campanha.

Outras pias serão instaladas na Academia de Rua da Vila Paiva, no Ponto Central e na rua Presidente Antônio Carlos, esquina com o Calçadão da Wenceslau Brás.

A prefeitura vai disponibilizar sabão líquido para pessoas lavarem as mãos. A assessoria comunicou que esta iniciativa faz parte das ações ao enfrentamento do coronavírus no município.

Compartilhar no Facebook

‘Governança Municipal para Cidades Inteligentes, Inovadoras, Transformadoras e Sustentáveis’ – Francisco Graça de Moura lança novo livro : 14/05/2020 10:21

O Cientista Social Prof. Francisco Graça de Moura concluiu e já entregou a editora o seu novo livro denominado “Governança Municipal para Cidades Inteligentes, Inovadoras, Transformadoras e Sustentáveis”. A obra é destinada aos futuros gestores públicos municipais, vereadores e lideranças da sociedade civil, responsáveis pela implantação da intersetorialidade e pela transversalidade na gestão das políticas públicas, inclusivas, participativas e democráticas.

O livro indica as diretrizes, as estratégias e os fundamentos basilares para elaboração e implantação de uma governança municipal para compatibilizar o desenvolvimento econômico essencial com a preservação do meio ambiente, “como reduzir significativamente as desigualdades e a exclusão sociais, como eliminar as raízes e matrizes da violência e da marginalidade pelo aceso às oportunidades, pelo fomento à geração de oportunidades de trabalho e emprego, pelo apoio estratégico aos pequenos produtores e à agricultura familiar, pelo resgate da qualidade de vida e pela construção de parcerias entre os entes públicos, a empresa privada e a sociedade civil para implantação de um processo de desenvolvimento sustentável capaz de revitalizar a economia local”, explicou o Francisco.

No rol destas prioridades, incluir uma política eficaz, eficiente e humana de mobilidade urbana. A obra indica, finalmente, como sair da crise de pós-pandemia – coronavírus – com uma Governança Municipal alicerçada no arcabouço de uma Cidade Inteligente, Inovadora, Transformadora e Sustentável.

O professor aproveitou para enfatizar sua colocação e opinião sobre o momento vivido devido à pandemia da Covid-19. Confira:

“Após a pandemia teremos uma situação profundamente dolorosa na nossa realidade. 52% da população da nossa cidade ganha um salário mínimo, ou abaixo de um salário mínimo. Essa equação deve sofrer significativos aumentos, inclusive por causa do desemprego, da exclusão social e econômica, que o Coronavírus está proporcionando. Por outro lado, nós vamos ter uma taxa de desemprego altíssima. A vulnerabilidade social que hoje está em 30% da população deve dobrar. Então nós teremos problema de exclusão do mercado de trabalho, os vulneráveis estarão em situação de absoluta pobreza. Por outro lado jovens, de 16 a 21 anos, terão suas oportunidades ceifadas e correm os riscos de as raízes e matrizes da violência e marginalidade aumentarem significativamente. Então, existe a necessidade dos gestores públicos se prepararem para fazer uma governança que possa responder a esse desafio: o desenvolvimento econômico compatibilizado com a preservação do meio ambiente; a redução das desigualdades e da exclusão sociais; o apoio ao micro e pequenos empresários; o apoio ao pequeno agricultor familiar; a criação de um ambiente de negócios que facilitem novos investimentos para absorver a mão de obra penalizada por esse processo; teremos também a necessidade com os idosos, o centro de convivência dos idosos, ter a cidadania social e econômica dos idosos resgatados, porque eles estarão em uma situação ainda mais de vulnerabilidade. Então você tem um quadro que você precisa reativar os negócios. A união entre o poder executivo, a sociedade civil e a empresa privada tem que ser cada vez mais forte, porque juntos é que as políticas públicas poderão resgatar todo esse quadro de vulnerabilidade e pobreza que nos vamos enfrentar na nossa realidade. Então é preciso revitalizar a economia, aumentar as oportunidades e criar uma forma de resgatar a qualidade de vida. É esse o espírito de instrumentar os gestores públicos, a liderança da sociedade civil e os futuros parlamentares mirins a tomarem consciência de que deverão realmente inpovar, transformar e criar um sistema sustentável de criar um sistema justo e com oportunidades para todos”, afirmou.

Compartilhar no Facebook

ACIV torna-se embaixadora do movimento “Pede pelo Zap” e traz solução gratuita aos seus associados : 14/05/2020 10:16

Criado para concentrar o contato dos micro e pequenos negócios por todo o Brasil, o movimento Pede pelo Zap está auxiliando fornecedores e consumidores a sobreviver durante a pandemia de Covid-19. A partir de uma plataforma gratuita, é possível cadastrar um pequeno negócio, encontrar um produto ou serviço, inscrever-se para fazer o delivery e até mesmo escolher um entregador.

O Pede pelo Zap já conta com mais de 18 mil lojas e empreendedores de todo o Brasil. As categorias mais pesquisadas são as de Alimentação (lanchonetes, alimentação saudável e restaurantes), variedades e vestuário. A plataforma já conta com mais de 50 mil pessoas que entraram em contato com os pequenos negócios no primeiro mês de existência.

Na plataforma, o cliente tem acesso ao nome e descrição do fornecedor, além do “zap”. Basta clicar no ícone para ser redirecionado ao aplicativo de mensagens e iniciar o contato. Quem preferir pode ligar para o profissional.

“O projeto chegou até nós através da Federaminas, enxergamos que ele atenderia nossos associados de maneira rápida e prática, então aderimos ao movimento e vamos iniciar a divulgação através dos grupos de WhatsApp e nossas redes sociais”, disse o presidente da ACIV, Anderson de Souza Martins.

Tanto o cadastro do pequeno negócio quanto a busca são gratuitos. O cliente combina a demanda via WhatsApp diretamente com o fornecedor, inclusive a melhor forma de pagamento e de entrega. A plataforma não se responsabiliza pelas transações.

O Pede pelo Zap resgata o advento das listas telefônicas, populares até os anos 90, nas quais era possível encontrar o contato de qualquer fornecedor da cidade. No início da quarentena circularam planilhas colaborativas com os dados dos fornecedores locais, mas agora, com a iniciativa, o contato entre cliente e profissional foi facilitado.

Fred Rocha, consultor e palestrante especialista em vendas, é o idealizador do movimento. Para ele, a iniciativa permite que empresas que ainda não tem presença digital possam ser encontradas pelo público. “Estamos encurtando o caminho entre consumidores e os micro e pequenos negócios brasileiros, que não têm caixa para investir em marketing digital para aparecer nessa crise”, afirma o especialista.

O site para acessar o serviço é www.pedepelozap.com.br.

Compartilhar no Facebook

Vereador questiona gratificação concedida a médicos do Hospital Bom Pastor : 14/05/2020 10:08

O vereador Zacarias Piva apresentou na Câmara de Varginha um requerimento solicitando informações sobre a gratificação para os médicos plantonistas do pronto atendimento do Hospital Bom Pastor, em decorrência da pandemia da covid-19.

Entre as questões apresentadas pelo vereador está o critério adotado para que a gratificação fosse concedida apenas para os médicos.

“Por mais meritório e justo que isso seja em um cenário de pandemia, um hospital também é feito por outros profissionais, tais como enfermeiros, auxiliares e técnicos, farmacêuticos, fisioterapeutas, além de diversos outros profissionais”, justificou.

Ainda estão entre os questionamentos apresentados pelo vereador, a diferença remuneratória entre os médicos plantonistas do pronto atendimento e os demais profissionais, qual impacto financeiro previsto e se existem estudos para que seja instituída gratificação a outras classes de profissionais e se há estudo para concessão de seguro de vida para todos os profissionais envolvidos no enfrentamento ao coronavírus.

Compartilhar no Facebook

Saúde do Sul de Minas será fortalecida – Deputado Professor Cleiton destinou mais de R$6,6 milhões para municípios da região : 14/05/2020 10:06

Pensando no fortalecimento da saúde, em meio ao atual cenário de Pandemia Mundial, o deputado Professor Cleiton - PSB destinou R$6.635.000 para municípios da região. Os recursos, de emendas impositivas, serão direcionados para as cidades, e poderão ser usados diretamente no enfrentamento ao COVID-19.

No último sábado (9), já foram publicadas parte dessas indicações para a área da saúde. Em outras palavras, foi autorizado o repasse financeiro, no valor de R$ 2.396.617,00 para as cidades Aguanil, Aiuruoca, Brasópolis, Campo do Meio, Candeias, Careaçu, Carmo da Cachoeira, Carmo do Rio Claro, Conceição da Aparecida, Coqueiral, Elói Mendes, Ibitiúra de Minas, Ilicínea, Itamonte, Lambari, Maria da Fé, Monte Sião, Paracatu, Paraguaçu, Pouso Alegre, Santana da Vargem, Santana do Jacaré, Três Pontas e Varginha.

As outras cidades, indicadas, ainda aguardam liberação, como Alpinópolis, Boa Esperança, Bueno Brandão, Camanducaia, Cambuquira, Campanha, Ibiraci, Itapeva, Lavras, Mario Campos, Natércia, Nepomuceno, Passa Quatro, Santa Rita de Caldas, São José da Barra, Seritinga, Toledo, Três Corações e Unaí.

É importante frisar que inicialmente 30 cidades serão contempladas, mas esse número deve subir. Além das cidades do sul de Minas, as cidades de: Paracatu, Brasilândia de Minas, Unaí, Águas formosas, Belo Horizonte, Naque e Santa Rosa da Serra, também receberão desses recursos já autorizados.

As emendas, que já foram publicadas, estão aguardando o pagamento do Governo do Estado.

“Essas emendas que foram distribuídas pelos municípios do Sul de Minas, são emendas impositivas que o deputado tem direito a fazer suas indicações e claro, nós priorizamos as cidades do Sul de Minas. As emendas para a área da saúde foram liberadas quase que automáticas pelo Governo do Estado, nesses tempos de necessidade do fortalecimento da saúde pública e também, ao mesmo tempo, permitir que as prefeituras possam abastecer suas secretarias de saúde com EPI’s, de algumos insumos necessários no combate à pandemia da Covid-19. Quero agradecer ao Governo do Estado, essa atenção com os municípios do Sul de Minas e essa atenção especificamente com a saúde, nesse tempo de apreensão, angústia e preocupação com a Covid-19, mas na certeza que o fortalecimento da saúde pública traz também mais tranquilidade para nossa população, que vai estar amparada com aquilo que é necessário na linha de frente dessa pandemia”, enfatizou o deputado.

Compartilhar no Facebook

Vereador cobra insalubridade para servidores que atuam na área da saúde : 12/05/2020 19:06

O vereador Joãozinho Enfermeiro apresentou um requerimento na Câmara Municipal de Varginha onde questiona a Prefeitura sobre a concessão de adicional de insalubridade aos servidores da Secretaria Municipal de Saúde.

“Quero saber se haverá pagamento do adicional de insalubridade aos servidores que atuam no atendimento público, na Secretaria Municipal de Saúde, neste ano de 2020. Se tem previsão deste pagamento, quero saber para quando e se não, quero que expliquem o por quê”, disse o vereador.

No documento assinado pelo vereador, é justificado que o pagamento do adicional é um direito dos servidores que exercem funções em condições gravosas à saúde como: hepatite, resfriado, virose, conjuntivite, tuberculose, AIDS, suspeita de H1N1 e, agora, o próprio Covid-19.

“Essas pessoas estão diretamente ligadas ao atendimento de munícipes que podem apresentar doenças contagiosas. Elas estão na linha de frente, principalmente neste momento de pandemia que estamos vivendo, acredito que eles devem receber esse adicional, pois colocam em risco sua saúde em benefício da população”, destacou o vereador.

Compartilhar no Facebook

Prefeitura inicia atividades não presenciais na rede municipal de ensino : 11/05/2020 18:43

A Prefeitura de Varginha, por meio da Secretaria Municipal de Educação, criou o Portal da Educação, uma plataforma online onde os alunos terão acesso às atividades desde a Educação Infantil até o 9º ano para auxiliar em seu aprendizado.

Entre os dias 11 e 13 de maio, os profissionais da educação estarão participando de formação para aprimorar a prática pedagógica e iniciar com os alunos as atividades não presenciais. As atividades pedagógicas não presenciais serão disponibilizadas a toda comunidade escolar a partir de 14 de maio.

“Preocupado com a suspensão das aulas da Rede Municipal de Ensino pedi a nossa secretária de Educação, Elaine Biancatelli, que criasse um plano estratégico no sentido de minimizar os impactos negativos, principalmente para nossos alunos”, disse o prefeito Vérdi Melo.

Vérdi conta que as atividades não presenciais começam a ser executadas a partir dessa segunda-feira (11). “Porém, para que possamos conquistar este objetivo precisamos do envolvimento incondicional da nossa equipe de profissionais da Secretaria de Educação, alunos e pais de alunos.”

A Secretaria de Educação, Elaine Biancastelli, explica que com este período de distanciamento social, tornou-se necessário se reinventar, recriar, criar outras possibilidades para amenizar os impactos na aprendizagem dos alunos, de forma a manter o vínculo entre escola e alunos, e também criar outras possibilidades de aprendizagem.

Visando o bem-estar de toda a comunidade escolar, a Prefeitura de Varginha por meio da Secretaria da Educação criou o Portal da Educação, uma plataforma online com atividades pedagógicas. As atividades farão parte da composição da carga horária dos alunos para que o ano letivo não seja comprometido.

Elaine conta que as atividades serão disponibilizadas por outros meios digitais, os alunos que não tiverem acesso ao esses meios poderão retirar o material nas unidades escolares. Os alunos da Zona Rural receberão todo o material impresso.

“Nesse momento precisamos ter um trabalho colaborativo com a participação de todos. É um momento de serenidade, ponderação e de muito trabalho em parceria, para que juntos possamos transpor todas as dificuldades.” enfatizou Elaine.

Compartilhar no Facebook

Museu Municipal e Biblioteca Pública de Varginha recebem sistema de videomonitoramento : 07/05/2020 18:19

O casarão Mariana Figueiredo Frota, onde estão instalados o Museu Municipal e a Biblioteca Pública de Varginha, passou a contar com um sistema de videomonitoramento composto por 13 câmeras de segurança. Todo o local, que conta com 850 m², está sendo filmado 24 horas.

O investimento foi feito pela Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural, que é a gestora dos dois órgãos. A consultoria para a compra dos equipamentos e a instalação foi realizada pela equipe da Guarda Civil Municipal de Varginha entre os meses de janeiro e março.

Lindon Lopes, diretor-superintendente da Fundação Cultural, destaca que “esta aquisição vai garantir mais segurança aos visitantes e servidores, além de inviabilizar o furto do acervo composto por peças históricas, objetos e livros”.

Compartilhar no Facebook

Prefeitura instala tendas com cadeiras em frente agência central da Caixa Econômica; trânsito fica em meia pista no local : 07/05/2020 18:17

Preocupado com a extensa fila de pessoas que buscam o saque do auxílio emergencial na agência da Caixa Econômica Federal, na Praça Getúlio Vargas, a Prefeitura Municipal de Varginha anunciou que montará uma estrutura para acomodar a população, evitando aglomerações. Seis tendas 5x5m, com cadeiras, álcool 70% e água serão fixadas no local.

O prefeito Vérdi Melo esteve em frente a Caixa nesta quarta-feira (6), acompanhado do secretário municipal de Governo, Honorinho Ottoni, para avaliar o local e explicar a montagem da estrutura. “A prefeitura está preocupada com o conforto e bem estar das pessoas que estão na fila, expostas ao tempo e muito próximas umas das outras. Por isso tomamos essa decisão de instalar tendas e oferecer orientação à população”, enfatizou Vérdi.

Às 7h desta quinta-feira (7), o Departamento Municipal de Trânsito – DEMUTRAN, sinalizou o local e o trânsito de veículos passará a ser em meia pista no local, desde a antiga Cive até à Caixa Econômica Federal, devido à instalação das tendas.

Com as instalações, segundo a Prefeitura, fica proibido estacionamento do lado direito da Praça (da antiga Cive até à Caixa); as tendas vão estar no lado esquerdo com proteção de gradil para evitar que as pessoas saiam repentinamente na rua; o tráfego estará liberado do lado direito (onde está proibido o estacionamento) dando acesso à Rua Silva Bitencourt; passa a existir uma faixa de pedestre em frente a Caixa e ao Hotel Fenícia para a travessia das pessoas da tenda para o banco.

“Assim conseguimos montar uma estrutura rapidamente para atender tanto as pessoas que estão na fila da Caixa como também mantivemos o trânsito para veículos e não prejudicamos o comércio local”, adianta Vérdi. De acordo com a prefeitura, ainda está em negociação o fornecimento de água para as centenas de pessoas que aguardam o atendimento bancário.

Atendimento no sábado (9)
Desde o início da semana, todas as agências da Caixa Econômica Federal do país estão trabalhando em horário estendido das 8h às 14h. No próximo sábado (9), as agências da Caixa estarão abertas em 33 cidades do Sul de Minas

No último sábado, porém, moradores da região fizeram filas em agências que não abriram e reclamaram em redes sociais. A Caixa Econômica Federal informou que divulga em seu site quais agências irão funcionar. Em Minas Gerais, 155 agências irão abrir neste dia 9.

Segunda parcela do Auxílio
O calendário para pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 será mais espaçado e não deverá seguir o critério adotado no pagamento da primeira parcela do benefício. Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, as pessoas não receberão o auxílio durante pouco mais de uma semana, de acordo com o mês em que nasceu.

“Na segunda parcela, poderemos pagar de maneira diferente. Estamos discutindo uma maneira onde já temos a base de dados e podemos ser mais eficientes. A grande maioria das pessoas terá a organização com datas espaçadas. Não faremos a maneira de pagar (a nascidos em) janeiro e fevereiro num dia e, no outro dia, aos nascidos em outros meses”, explicou o presidente da Caixa.

O período de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial já passou por diversas mudanças. Inicialmente, o benefício seria pago a partir de 23 de abril para quem nasceu em janeiro e fevereiro e nos dias seguintes para os que fazem aniversário nos outros meses do ano. Porém, um dia antes, o Ministério da Cidadania anunciou que o governo estava impedido legalmente de fazer a antecipação.

Na ocasião, o ministério disse que recebeu uma recomendação da Controladoria Geral da União (CGU). A pasta explicou que, devido ao alto número de informais cadastrados, o recurso disponível para cada uma das três parcelas era de R$ 32,7 bilhões, mas já tinham sido transferidos R$ 31,3 bilhões e havia em torno de 12 milhões de cadastros para ser avaliados para a primeira parcela. O Ministério da Cidadania, então, solicitou ao Ministério da Economia a previsão para uma suplementação orçamentária.

Compartilhar no Facebook

Thiago Giovanella : 06/05/2020 20:07

Condições especiais de lançamento.

Compartilhar no Facebook

Empresas de Varginha se adaptam e vendas online passam a fazer parte do dia a dia : 06/05/2020 18:42

A quarentena levou ao fechamento de lojas físicas. Empresas tiveram de partir para o ambiente online em tempo recorde para continuar a vender seus produtos, se adequaram em poucos dias a um processo que levaria meses ou até mesmo anos.

O empresário Hederson da Cunha Bueno, proprietário da Cacau Show Varginha, passou a sua melhor data de vendas (páscoa), com o comércio em quarentena e foi preciso se adaptar para enfrentar esse grande desafio.

“Na Páscoa as vendas de chocolates aumentam muito como um todo, não só as de ovos de páscoa. Como estávamos com as duas lojas fechadas, onde as pessoas não podiam entrar para escolher os produtos, as vendas foram abaixo do planejado, mas ainda assim foram satisfatórias”, disse.

Ele destacou ainda que todos os ovos foram vendidos, mas isso só foi possível através de parcerias e bom desempenho da equipe.

“Conseguimos vender todos os ovos de páscoa das lojas, porque estávamos cercados de gente muito boa. Tínhamos uma equipe muito competente, uma especialista de mídias digitais nos dando suporte a todo momento, além de receber também o apoio de vários amigos e de instituições que colaboramos, que nos apoiaram muito neste momento. Outra ação que fizemos, foi buscar parcerias com supermercados e farmácias para revender nossos produtos. Posso afirmar que o resultado foi muito positivo pelo momento e condições que passamos”, comentou.

A adaptação para as vendas online estão acontecendo em todos os setores, o empresário Bruno Freitas, proprietário da Eloy Calçados trabalhava com vendas através das redes sociais, porém representava apenas 1,5% do seu faturamento, com a quarentena os números subiram. “Na quarentena intensificamos a venda online e as vendas aumentaram 10% nessa modalidade”, disse.

Mesmo com o crescimento, o empresário lembra que as vendas em geral cariam bastante e acredita que levará um bom tempo para o comércio se recuperar.

“As vendas online para muitos segmentos irão aumentar, a ida para meios digitais será essencial para a sobrevivência das empresas, porém acredito que a retomada dos segmentos não essenciais vai demorar uns 12 meses para voltar ao normal, dependendo da duração da pandemia e o nível de desemprego”, finalizou Bruno.

Ferramentas para pequenas empresas

A Assessoria de Comunicação da ACIV, fez o levantamento de duas ferramentas muito úteis para vendas online e custo zero para o empresário.

“Na situação atual, muitos empresários estão sem condições de investir em plataformas de vendas ou contratar alguém especializado para gerenciar suas vendas online, porém, existem muitas ferramentas gratuitas que podem ser grandes aliadas neste momento”, explicou o assessor de comunicação da ACIV, Henrique Avellar.

Uma dessas ferramentas é o WhatsApp Business. O aplicativo foi desenvolvido especialmente para os proprietários de pequenas empresas e é gratuito. Funciona como um WhatsApp normal, porém oferece ao usuário a ferramenta catálogo, onde é possível tirar fotos de produtos com o próprio celular e criar um catálogo com preço e descrição. Uma maneira prática de agilizar o atendimento ao cliente.

“É indiscutível que a maneira de vender nunca mais será a mesma. Os empresários terão que se adaptar, pois o comportamento do consumidor será outro. Cada vez mais as vendas online estarão presentes na vida de todos nós”, finalizou o presidente da ACIV, Anderson Martins.

Compartilhar no Facebook

UPA e Hospital Bom Pastor recebem doações de parceiros : 06/05/2020 18:39

A UPA de Varginha, juntamente com o Hospital Bom Pastor, agradecerem a seus parceiros por várias doações que têm recebidos durante o período de pandemia.

Em nota, a UPA agradeceu a todos pela ajuda pelo enfrentamento ao novo coronavírus.

“A solidariedade merece destaque nesse enfrentamento à pandemia Covid-19. A UPA vem agradecer publicamente parceiros que fizeram doações importantes para a Unidade e para montagem do Hospital de Campanha do Município de Varginha – HCMUV.”

Confira as doações:
Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL, que logo no início do enfrentamento, disponibilizou a estrutura física e mobiliários de dois blocos para a montagem do referido Hospital e realizou também a doação de álcool 70%.

O IFSULDEMINAS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas – Campus de Pouso Alegre, realizou a doação de álcool em gel e líquido 70% e de sabonete líquido.

A Rede Inova – Drogaria Sete de Outubro doou oxímetros de pulso e de dedo (7), medidor de glicose (7), aparelhos de pressão (7), além de cadeiras de roda (3) e de banho (2).

Outro parceiro importante foi a Philips Medical System, que emprestou um aparelho de Raio X Digital Portátil e doou portas de Eucatex (4), quadros brancos (4), tampos de madeira (36), bancadas de aço com tampo de madeira (2), gaveteiros em madeira (3), cadeiras para escritório (104), armários em MDF (3), gaveteiros em aço (4) e prateleiras em aço (8).

O Grupo Educacional UNIS, cedeu 10 macas hospitalares e 10 mil luvas de procedimentos.

A empresa Label Minas Comércio e Serviços Gráficos emprestou uma impressora por 20 dias.

A empresa Troty Confecções doou 200 máscaras de tecido e Sest/Senat também contribuiu com TNT para a confecção de aventais.

Além disso o UPA agradeceu voluntários e a equipe técnica que ajudou na criação do novo hospital de campanha.

Nelsa de Lourdes Calixto, doou 200 máscaras de tecido.

As voluntárias Fátima, Aparecida, Regiane e Maria Bárbara são voluntárias e confeccionarão capote (tipo de avental) e propé (sapatilhas descartáveis).

O agradecimento se estende à equipe técnica para a instalação do Hospital de Campanha com a doação de mão-de-obra na elaboração de Projetos Arquitetônico e de Combate à Incêndio, Montagem da Estrutura e Adequação da Parte Elétrica: Beatriz de Brito Guimarães – Arquiteta e Urbanista e Engenheira de Segurança do Trabalho, Renata Helica Mazzeu – Empresária e Wellerson de Carvalho Leite – Engenheiro Elétrico.

“Também é de fundamental importância a colaboração dos funcionários da UPA, que estão à frente desse projeto, pois além de desempenhar suas atividades (na UPA) colaboram também com o Hospital de Campanha.”

A diretora da UPA, Rosana de Paiva Silva Morais, revela ainda que “a atenção com os colaboradores da UPA estão expressas no carinho da Cacau Show que agraciou a equipe de colaboradores com chocolates, o Projeto Costurando o Bem que entregou chaveiros em formato de coração, a JA Alimentação que forneceu refeições para os funcionários que elaboram 8 horas diárias e a Panificadora Eldorado que enviou lanches para os profissionais que montaram o Hospital de Campanha”. Para ela, “o sentimento é de gratidão porque tem coisas que não conseguimos adquirir em tempo hábil e a Prefeitura já está tendo um custo enorme nesse enfrentamento e toda ajuda que vier é de extrema importância.”

O prefeito de Varginha, Vérdi Melo faz o agradecimento público.

“São iniciativas de pessoas e empresas comprometidas com a nossa cidade a quem a administração pública agradece a colaboração que beneficia diretamente a população; e como estamos todos mobilizados nesse enfrentamento essas participações – que também foram registradas no Hospital Bom Pastor vão ajudar a salvar vidas e jamais serão esquecidas”, destaca Vérdi.

Hospital Bom Pastor
O Hospital Bom Pastor recebeu doações do IFSULDEMINAS – Campus Avançado Três Corações e a Farmácia de Manipulação Vita Corpus de frascos de álcool gel.

A Dra. Karen Dariane Barbosa de Vasconcelos, doou protetores faciais. A Cacau Show entregou chocolates aos funcionários na véspera da Páscoa, o que contribuiu para alegrar o clima das equipes empenhadas no tratamento humanizado dos pacientes.

Compartilhar no Facebook

Museu Municipal de Varginha tem novo diretor : 04/05/2020 19:04

O advogado e administrador Ronei de Jesus Marangão é o novo diretor do Museu Municipal de Varginha. Ele foi apresentado pelo diretor-superintendente da Fundação Cultural, Lindon Lopes, à equipe do Museu Municipal e da Biblioteca Pública na manhã desta segunda-feira (04/05).

Ronei Marangão é formado em administração pela Faceca e em direito pela Fadiva. É pós-graduado em Gerência de Empresas. Já exerceu atividades como bancário pelo antigo banco Bamerindus do Brasil e atuou por mais de 16 anos como funcionário da Copasa.

Atualmente tem um escritório de advocacia em Varginha e exerce a presidência do Solidariedade.

“Vou dar sequência ao trabalho que já vem sendo realizado, que, pelo que eu soube, foi muito bem feito anteriormente pelo nosso superintendente Lindon e pelo Apoliano. Nós temos um acervo muito grande, com cerca de sete mil peças. A história de Varginha está muito representada aqui no nosso Museu”, ressaltou Ronei Marangão.

O ex-diretor do Museu, Apoliano de Jesus Rios, que será candidato a vereador na próxima eleição e por isso teve que deixar o cargo, também participou do encontro para repassar as principais informações ao novo responsável pelo órgão.

“Para mim foi uma experiência muito legal e muito interessante. Conheci várias pessoas que contribuíram para o meu crescimento pessoal e profissional. Durante este 1 ano e três meses, junto com toda equipe do Museu e da Biblioteca, buscamos fazer o melhor serviço possível. Tivemos muitas exposições e peças infantis aos domingos. O Museu me ensinou este trabalho de organização e amizade”, destacou Apoliano.

Lindon Lopes agradeceu toda a contribuição dada por Apoliano e desejou êxito a Ronei neste período à frente da administração do Museu.

“Quero desejar a você muito sucesso nesta nova etapa. Tenho certeza que toda equipe da Fundação Cultural estará ao seu lado para contribuir para que possamos, cada vez mais, ter o Museu Municipal como referência no resgate da história e da memória do nosso município, além de ser um espaço de vivo com exposições, peças infantis, palestras, lançamento de livros e outras ações museológicas”, disse o diretor-superintendente da Fundação Cultural.

Compartilhar no Facebook

Alvará de Construção e Habite-se passam a ser emitidos pela internet : 28/04/2020 19:24

A partir de agora os documentos relacionados à Construção Civil, tais como Alvará de Construção e Habite-se poderão se solicitados pela internet em Varginha. Os pedidos pode ser feitos diretamente no site www.varginha.mg.gov.br/construcaocivil.

O Secretário de Planejamento Ronaldo Lima trabalhou em parceria com o Cartório de Registro de Imóveis, no sentido de agilizar mais esta oferta a população.

“Num momento em que pedimos a população que fique em casa, que cumpra o isolamento social, nada mais junto do que fazermos a nossa parte no sentido de evitar que as pessoas se desloquem até a prefeitura, integrando nossos serviços de forma online”.

Para conseguir o Alvará de Construção ou o Habite-se, basta o cidadão consultar o andamento de seu processo, caso esteja liberado, e de posse do número do processo, ele então pode expedir seu documento.

Compartilhar no Facebook

ETs de Varginha ganham máscara contra o coronavírus : 22/04/2020 19:28

A partir desta quarta-feira (22), um ilustre representante da cidade fará parte da campanha de combate ao Covid-19: o ET de Varginha. As máscaras foram pintadas pelo artista plástico Gleiber Piva, da Secretaria Municipal de Turismo, que cuida das estátuas que ficam na Praça do ET e ao lado da Caixa d`água da Copasa,

Trata-se de uma iniciativa da Prefeitura Municipal, no sentido de fortalecer a mensagem sobre a importância do uso da máscara no enfrentamento à pandemia. A ideia partiu do médico Ítalo Venturelli que foi prontamente aceita pelo prefeito Vérdi Melo.

“Todos precisam se sensibilizar para a necessidade de prevenção, não apenas sobre o uso essencial das máscaras, mas assim como seguir todas as orientações de distanciamento, higiene e a presença ao máximo, dentro de casa”, afirma Vérdi.

Compartilhar no Facebook

Grupo Unis doa máscaras de proteção para Instituições Públicas de Saúde : 22/04/2020 19:24

A Diretoria de Inovação do Grupo Unis está doando máscaras de proteção para instituições de saúde pública. Cada remessa contará com 50 máscaras formadas por uma parte plástica e uma tela de acrílico transparente, essencial para o trabalho dos profissionais da saúde que lidam diariamente com as pessoas infectadas pelo Coronavírus ou por outras doenças.

Para que a instituição possa pleitear a doação, é necessário se cadastrar do projeto Higia, que é quem faz o controle. A meta é aumentar ainda mais a produção para que cada dia mais profissionais possam ser beneficiados pelas máscaras. “Queremos aumentar a produção e já envolvemos cerca de 10 pessoas, entre doadores de material e voluntários”, explica o Diretor de Inovação do Grupo Unis, Paulo Bueno.

Os insumos para a produção dos primeiros lotes das máscaras vieram de doadores. O Grupo Unis possui os filamentos da impressora 3D, considerado o item mais dispendioso na montagem dos equipamentos. As doações necessárias são o acrílico, que fica na frente do rosto, além do elástico para prender o material. “Seguimos procurando parceiros para a produção das máscaras. Quanto mais material, mais conseguimos produzir”, relata Paulo.

As instituições de saúde pública que têm interesse em receber as doações das máscaras produzidas pelo Grupo Unis podem se cadastrar no site www.projetohigia.com.br. Já os parceiros que queiram ser doadores de insumos para a construção dos equipamentos de proteção podem fazer contato através do e-mail paulo.bueno@unis.edu.br

Compartilhar no Facebook

Varginhense terá atendimento 24 horas com psicólogo via telefone : 22/04/2020 19:21

A Prefeitura de Varginha lançou o plantão de atendimento dos psicólogos da rede municipal de saúde. A partir do próximo dia 25, as pessoas que sentirem necessidade de um atendimento psicológico podem recorrer a esse plantão que funcionará mais ostensivamente durante o dia, mas que também prestará assistência à noite e aos finais de semana.

O psicólogo Anderson José explica que nesse período de isolamento social é mais comum as pessoas aumentarem a ansiedade e quem já tem algum transtorno psicológico como a depressão pode ter mais dificuldade com o confinamento. “Entre as manifestações de dificuldade em dias como esses atuais, as pessoas podem apresentar irritabilidade, insônia e compulsão por alimentos”, explica Anderson.

Porém, ele ressalta que não se trata de uma psicoterapia, ou seja, esse serviço é um plantão para atender pontualmente a população nessa época do enfrentamento ao coronavírus.

Para melhor atender a população, a cidade foi dividida em quatro setores. De acordo com o local onde a pessoa mora, ela deverá telefonar para o profissional determinado pela Secretaria Municipal de Saúde – SEMUS que fará o atendimento de urgência psicológica.

Anderson lembra que para as pessoas que moram sozinhas, o isolamento social é pior e reforça que quem precisar pode ligar e entrar em contato com os psicólogos.

O prefeito Vérdi Lúcio Melo explica que “essa é mais uma prestação de serviço que a Prefeitura passa a oferecer, pois a Administração está atenta às demandas da população para que todos juntos consigamos passar por esse enfrentamento em Varginha com o máximo de dignidade sabendo que temos profissionais que estão trabalhando a todo vapor para que as pessoas sejam assistidas”.

Compartilhar no Facebook

Prefeitura de Varginha lança o projeto “Alô, Doutor” : 22/04/2020 19:15

A Prefeitura, em parceria com a Associação Médica, lançou o projeto “Alô, Doutor”. O objetivo é oferecer atendimento médico gratuito por telefone e evitar que a população se dirija para as unidades de saúde em tempos de pandemia. Casos que podem ser resolvidos sem sair de casa, serão solucionados pelo celular.

“24 horas por dia 60 médicos estão à disposição de quem precisar fazer uma consulta. São esses médicos que vão orientar as pessoas se elas devem ir a um posto de saúde com atendimento presencial”, explica Adrian Bueno, presidente da Associação Médica de Varginha.

O prefeito Vérdi Melo enfatiza que as policlínicas estão atendendo somente casos necessários ou indicados pelos médicos da telemedicina.

Dessa forma, espera-se que haja menor contágio das pessoas ao não ir às unidades de saúde. “Nos reunimos com os representantes da Associação Médica que abraçou essa causa em favor da população de Varginha nesse período de confinamento necessário ao enfrentamento da pandemia mundial”, conclui Vérdi.

Compartilhar no Facebook

Detentos do presídio de Varginha estão confeccionando máscaras : 20/04/2020 21:12

Detentos do presídio de Varginha estão produzindo máscaras para prevenção ao coronavírus. Em média são produzidas cerca de 300 peças, que são distribuídas para profissionais da segurança pública e também para quem está na linha de frente no combate à Covid-19.

O presídio de Varginha é uma das 30 unidades prisionais do Estado que está trabalhando na confecção de máscaras descartáveis. A meta do presídio é chegar a 1.000 peças produzidas por dia.

Os equipamentos de segurança serão doados para autoridades de saúde como Samu e Polícia Militar, além de policlínicas, unidades beneficentes e população.

Ao todo são 14 detentos trabalhando na produção das máscaras, nove mulheres e quatro homens divididos em duas linhas de produção. Segundo o presídio, os presos são selecionados e todos apresentam por comportamento. A cada três dias trabalhados, um dia é reduzido na pena do detento.

Compartilhar no Facebook

Departamento de Pesquisa do Grupo Unis cria espaço digital informativo sobre a COVID-19 : 17/04/2020 17:50

O Grupo Unis compreende que, mais do que nunca, estamos vivendo um momento no qual é essencial ouvir a ciência e acompanhar as fontes de informação mais confiáveis.

Pensando nisso o Departamento de Pesquisa da Instituição, preocupado com a veiculação de informações desencontradas sobre a pandemia de COVID-19, além das fake news, criou um espaço informativo dentro do site do Grupo Unis.

Para auxiliar toda a comunidade acadêmica e regional, foi criado um espaço com links direcionados a órgãos científicos que tratam do tema e artigos publicados que abordam a pandemia. O objetivo deste espaço é facilitar o acesso a informações sobre COVID-19. Trata-se de uma prestação de serviço público do Departamento de Pesquisa do Grupo Unis.

Este espaço informativo pode ser acessado o https://pesquisa.unis.edu.br/?page_id=778

Compartilhar no Facebook

Pesquisa do Sebrae Minas mostra os impactos da crise do novo coronavírus para os pequenos negócios : 17/04/2020 17:47

A pesquisa "Covid-19 e o impacto econômico nos Pequenos Negócios", divulgada neste mês, aponta que para 89% dos empresários pesquisados a crise do coronavírus afetou negativamente os negócios. Outros 9% responderam que não estão sendo afetados e 2% dos entrevistados disseram que estão tendo reflexos positivos.

Para a maioria que sente os impactos negativos da crise, os motivos mais citados são: redução dos lucros, queda do faturamento, aumento do endividamento e dificuldades para conseguir insumos. Mesmo assim, sete de cada dez empreendimentos estão em atividade, mesmo que de forma parcial.

O estudo foi realizado pela Unidade de Inteligência Empresarial do Sebrae Minas, entre os dias 27 de março e 1º de abril. Foram ouvidos 534 Microempreendedores Individuais e pequenos empresários de todas as regiões do estado, pertencentes ao cadastro de clientes do Sebrae Minas. Cerca de 7% deles são do Sul de Minas, dos setores de comércio, serviços e indústria. A margem de erro da pesquisa é de 4,1%, com nível de confiança de 95%.

“Nesse momento, mais do que nunca, veremos a importância de uma boa gestão dos negócios. Aliada ao planejamento financeiro e à inovação, elas serão cruciais para superar a crise, diante deste cenário. Por isso, não deixe de procurar a ajuda do Sebrae, pelos seus canais de atendimento: telefone 0800 570 0800, pelo WhatsApp (31) 99822-8208 ou no site do Sebrae Minas e estar pronto para ser um grande negociador”, afirma o gerente da Regional Sul do Sebrae Minas, Rodrigo Pereira.

Impactos

Ao serem questionados sobre as medidas mais prováveis que deverão ser tomadas por causa da crise, as respostas mais citadas foram: suspensão ou atraso no pagamento de imposto; antecipação de férias ou feriados dos funcionários; suspensão no recolhimento do FGTS dos funcionários, se aprovado em lei; suspensão ou atraso no pagamento de contas em geral (aluguel, luz, água etc); suspensão ou atraso no pagamento de fornecedores; implantação de entrega a domicílio aos clientes (delivery) e redução de carga horária de funcionários, se aprovado em lei.

Os empresários acreditam que deve demorar em média nove meses para a recuperação econômica brasileira.

Delivery

O atendimento remoto, via internet, tem sido uma das soluções encontradas pelos empresários mineiros. A pesquisa apurou que 44% dos entrevistados estão aptos para realizar atividades de forma remota, mesmo que parcialmente; 43% não estavam aptos e 9% ainda não consideraram esta opção.

Quase metade dos que já adotaram esta forma de trabalho afirma que estão enfrentando dificuldades para operar as ferramentas de atendimento remoto.

Orientação

Metade dos empresários (48%) já estão em busca de orientação para a gestão do negócio, neste momento de crise. As fontes mais procuradas pelos empresários tem sido: Sebrae, Redes Sociais e contador. Os assuntos em que mais gostariam de aperfeiçoar neste período são: Finanças, Marketing digital e Estratégia e Gestão.

O objetivo do estudo foi identificar como os pequenos empresários mineiros estão sendo afetados e reagindo ao período de isolamento adotado, para diminuir a velocidade de alastramento da contaminação pelo Coronavírus.

Compartilhar no Facebook

Philips Medical Systems empresta Raio X Digital para o enfrentamento ao coronavírus em Varginha : 08/04/2020 15:42

A Philips Medical Systems Ltda é a mais nova parceira da Prefeitura de Varginha no enfrentamento ao coronavírus. A empresa emprestou um aparelho de raio x digital ao hospital de campanha que está sendo montado nos dois prédios da Unifal, em frente a UPA.

A conquista deve-se ao pedido que a diretora da UPA Rosana Morais fez a Nelson Kenso que foi diretor da Philips onde deixou amigos e parceiros. Ele foi o responsável pela intermediação junto a atual diretoria. Luiz Fernando Xavier de Figueiredo, diretor-geral, apresentou a solicitação à Direção da Philips em São Paulo que se sensibilizou e se convenceu da necessidade do aparelho para Varginha enfrentar essa pandemia.

O aparelho que é portátil, digital com revelação on line e permite o resultado imediato, já fi instalado no hospital de campanha. Para a diretora da UPA, Rosana Morais, a Prefeitura está fazendo de tudo para tratar todos os pacientes com dignidade, humanidade e carinho.

“Esse é o exemplo que queremos que muitas empresas e pessoas sigam, principalmente nesse momento que precisamos manter a cidade unida pela vida de todos, assim, esperamos que quem possa ajudar nos procure, pois estamos 24 horas por dia trabalhando nesse enfrentamento ao coronavírus”, declara o prefeito Vérdi Lúcio Melo. Ele ainda ressalta que quem pode deve ficar em casa nessa quarentena e pede as pessoas que precisam sair, que usem máscara e sempre limpem os sapatos ao chegar em casa, com água sanitária diluída em água.

Philips
A Philips fabrica em Varginha produtos e equipamentos destinados à saúde, como Raio-X, ressonância magnética, tomografia e ultrassom, entre outros itens, além de aparelhos do segmento de consumo e saúde pessoal da marca Walita, como liquidificadores, batedeiras e processadores de alimentos. A sede fica na Holanda, sendo que a multinacional emprega 69 mil pessoas, com vendas e prestação de serviços em mais de 100 países.

Compartilhar no Facebook

Cemig informa alteração no processo de leitura de medidores e entrega de contas : 27/03/2020 21:15

A Cemig esclarece que, em função da disseminação do coronavírus, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a suspensão do trabalho dos leituristas em todo o território nacional. Os profissionais da Cemig, porém, continuam lendo os medidores acessíveis pela rua, sem necessidade de entrar em casa. Para os endereços onde isso não é possível, nem se pode entrar na propriedade, a Cemig faz a leitura por estimativa.

Esta alternativa está amparada em autorização da Aneel às distribuidoras de energia de todo o país. A estimativa, segundo a agência, deve ser feita pela média de consumo dos últimos 12 meses, havendo um descolamento do consumo medido em relação ao consumo real, para mais ou para menos. Eventuais distorções serão corrigidas tão logo o trabalho dos leituristas volte ao normal, com acesso às casas, depois da pandemia, ou pela autoleitura. De toda forma, as leituras por estimativa só chegarão nos endereços dos nossos clientes na próxima conta, a partir de abril.

A Cemig destaca que a leitura pelo próprio cliente é bastante simples e rápida. Depois de copiar a marcação registrada nos medidores, basta enviar os números anotados pelos canais de atendimento digitais, como o Whatsapp (31-3506-1116), o aplicativo Cemig Atende ou pelo SMS (número 29810).

Em tempos de rápidas mudanças de cenário, a Cemig se compromete a manter seus clientes atualizados em caso de alterações nos procedimentos de leitura e entrega de contas.

Compartilhar no Facebook

Prefeitura de Varginha divulga telefone para casos de sintomas do coronavírus : 18/03/2020 19:18

Em caso de sintomas de coronavírus, ligue para 98469-1901 ou 98464-8170

Compartilhar no Facebook

Lago de Furnas abastece oito hidrelétricas e contribui com hidrovia Tietê-Paraná : 03/03/2020 19:58

Ano após ano, o volume de água no Lago de Furnas tem diminuído consideravelmente. E este problema não causa preocupação apenas para a região em que a represa fica localizada. A situação se torna grave por conta de que o reservatório abastece oito outras hidrelétricas e contribui para navegação da hidrovia Tietê-Paraná.

Milhares de pessoas estão mobilizadas para tentar mudar este cenário. Em menos de um mês, um grupo foi criado para defender uma cota que deixe o lago dois terços mais cheio. A ação, iniciada por redes sociais, já reuniu mais de 200 mil seguidores.

O projeto ainda conta com apoio oficial de 34 municípios e nas condições pedidas pelo grupo, o Lago de Furnas atenderia a geração de energia, a pesca e o turismo.

Volume de água no Lago de Furnas tem diminuído ano a ano — Foto: Reprodução/EPTVVolume de água no Lago de Furnas tem diminuído ano a ano — Foto: Reprodução/EPTV
Volume de água no Lago de Furnas tem diminuído ano a ano — Foto: Reprodução/EPTV

Negativa de Furnas
No entanto, Furnas alega que, tal medida, aumentaria os custos e o desabastecimento das oito hidrelétricas.

Furnas informou que a cota mínima regulara por um acordo com a Agência Nacional de Águas é de 750 metros acima do nível do mar e também disse que o nível atual está baixo por conta do abastecimento das oito hidrelétricas e pela contribuição para a navegação da hidrovia Tietê-Paraná.


Ainda segundo Furnas, na cota de 762 metros acima do mar, os custos da operação chegam a até R$ 718 milhões.

Participação da sociedade
Mesmo com as alegações de Furnas, o professor de gestão de recursos hídricos Clibson Santos afirma ser importante que a sociedade faça parte da discussão sobre a cota.

“A rediscussão dessa cota é fundamental até mesmo como um passivo histórico que tem em relação até mesmo em relação à própria construção da usina. É importante que a sociedade tenha a oportunidade de se manifestar em relação ao nível do reservatório, pois isso vai interferir diretamente na sua vida”, disse.

Fonte: G1 Sul de Minas

Compartilhar no Facebook
1 2 3 4 5 6 7 8 9